Dicas para uso seguro das piscinas

As piscinas são uma fonte muito usual de lazer e comodidade, entretanto são necessários alguns cuidados. Nos últimos anos ocorreram acidentes em que as pessoas foram sugadas pelos ralos das piscinas e alguns destes casos resultaram em morte. Por isso para que este momento de lazer não seja arruinado por algum acidente deste tipo, devem ser tomadas medidas preventivas de segurança.

Os ralos de fundo, também conhecidos como drenos de fundo são um dos itens mais importantes da piscina. Eles têm a função de fazer com que a água proveniente da piscinas, chegue até o sistema de filtração. Devem ser calculados de acordo com fatores como a vazão, a potência das eletrobombas e o tamanho da piscina.

Por serem de grande importância, caso não tenham bom funcionamento ou sejam mau dimensionados, os ralos de fundo podem ser também uma fonte de risco. Acidentes com ralos de fundos podem gerar desde lesões corporais, até afogamentos provocados por entrelaçamento de cabelos, colares e/ou membros do corpo.

Desta forma, neste artigo, explicaremos como prevenir estes acidentes através da instalação do equipamento correto, que segue o padrão de segurança ideal.

Trajes para entrada nas piscinas

Primeiramente, antes de falar sobre os equipamentos da piscina em si, é necessário explicar certos cuidados referentes aos trajes, os quais serão utilizados na piscina.

Como já foi dito acima, o entrelaçamento de cabelos nos ralos de fundo é um dos fatores que geram acidentes quando se trata de piscinas. Um dos meios para evitar que isto aconteça, é a utilização de toucas de banho para proteção dos cabelos, prevenindo que fiquem soltos e propensos à sucção dentro da água. As bijuterias também podem ser sujeitas ao entrelaçamento, por isso estas devem ser retiradas antes de entrar em uma piscina.

Touca para natação
© Sport the library/Tom Putt Sydney 2000 Paralympic Games Swimming Nicole Davey (AUS)

 

Com estas duas medidas sendo tomadas, os riscos de acidentes já são menores.

Segurança dos ralos de fundo

O mais importante quando se trata de ralos, é que todos eles devem ser antiturbilhão e anti-aprisionamento, ou seja, ralos que quebram os vórtex (redemoinhos que se formam na sucção) e que não prendam pessoas e objetos no processo de sucção. Em cada piscina deve haver no mínimo 2 ralos de fundo, pois caso um destes esteja obstruído, o sistema continuará fluindo através do outro ralo.

Ralo antiturbilhão Epex
Ralo antiturbilhão Epex

As tubulações que se conectam aos ralos de fundo, devem ser dimensionadas de acordo com a norma NBR 10339 da ABNT. Sendo assim, a velocidade da água através dos ralos não pode ultrapassar a 0,6 m/s; já naua tubulação de sucção, a velocidade máxima não pode ser superior a 1,8 m/s.

Vazão dos ralos de fundo para velocidade até 0,6 m/s
DimensõesVazão
15×15 cm10 m³/h
20 x20 cm20 m³/h
30 x 30 cm40 m³/h

Para vazões maiores, podem ser colocados 3 ou mais ralos de acordo com o quadro acima. Os ralos podem ser fornecidos com ou sem caixa de fibra; esta caixa possui saída roscável, podendo ser na lateral ou no fundo da mesma. A caixa dos ralos de 15×15 cm tem saída de 2”, a dos ralos de 20×20 cm tem saída de 3” e a caixa dos ralos de 30×30 cm possui saída de 4”.

Segurança das tubulações de sucção

Como já mencionado anteriormente, a velocidade máxima da água nas tubulações do sistema de sucção é de 1,8 m/s. Desta forma segue abaixo o quadro com as informações de vazões máximas nos tubos, respeitando o limite estabelecido:

Vazão das tubulações de sucção para velocidade até 1,8 m/s
Diâmetro da tubulaçãoVazão máxima na sucção
1.½” (50mm)10 m³/h
2″ (60mm)15 m³/h
2.½”(75mm)23 m³/h
3″ (85mm)32 m³/h
4″ (110mm)50 m³/h
6″ (150mm)95 m³/h
Válido para tubos de PVC

Parada de emergência

Mesmo com todas as medidas de segurança sendo tomadas na instalação do sistema de sucção, é necessário haver um “plano B” caso ocorra algo não planejado.

Para isso, nas proximidades da piscina, deve ser instalado em local visível, uma caixa elétrica com botão de emergência (botão de “soco”) que, quando acionado, interrompe a alimentação de energia elétrica para a casa de máquinas da piscina. Esta caixa deve ser bem sinalizada, e para tal, é necessário a instalação de uma placa com os dizeres “emergência piscina” ao lado da mesma.

Painel de segurança Epex
Painel de segurança Epex – imagem ilustrativa

No Brasil existem certos municípios onde a legislação exige a presença constante de um guardião (salva-vidas) em piscinas de uso coletivo (clubes, condomínios, academias, piscinas olímpicas, etc.).

Nestes casos, a segurança pode ser aprimorada através do uso de um acionador remoto que deve ficar pendurado no pescoço do guardião. Desta forma, o guardião poderá desligar imediatamente o sistema em caso de emergência.

Sensor de fluxo de água

O sensor de fluxo é um equipamento que detecta quando há ou não fluxo de água na tubulação da piscina. Seu sistema consiste em uma palheta inserida na tubulação. Esta palheta é sensível ao fluxo de água.

Quando a palheta se move ou se desloca, é sinal que existe fluxo no interior da tubulação. Com a diminuição do fluxo de água até determinado ponto, esta palheta enviará um sinal fazendo com que as bombas desliguem. Este equipamento deve ser plugado ao painel de comando da bombas na casa de máquinas.

É importante que o tamanho da palheta seja adequado ao diâmetro da tubulação e deve-se assegurar que ele não toque as paredes internas dos tubos.

Quando não há fluxo de água nas tubulações pode significar que os ralos de fundo estão sendo obstruídos por um objeto ou até mesmo uma pessoa, e é nestas situações que o sensor de fluxo dá o sinal para o desligamento das bombas.

Resumo

Pontos importantes para o uso seguro das piscinas:

  • Os ralos devem ser antiturbilhão e anti-aprisionamento
  • Mínimo de 2 ralos de fundo em cada piscina
  • Ralos dimensionados para velocidade máxima de sucção da água de 0,6 m/s
  • Tubulações de sucção dimensionadas para velocidade máxima de 1,8 m/s
  • Em local visível próximo à piscina deve haver um painel de segurança com botão tipo “soco” com uma placa indicativa “Segurança Piscina”
  • Instalação de um sensor de fluxo, para que as bombas sejam desligadas imediatamente em caso de obstrução dos ralos.
  • Uso da piscina sem cabelos soltos e sem bijuterias.

A Epex possui todos os equipamentos necessários para atender a estas medidas de segurança.

ralos antiturbilhão e anti-aprisionamento epex em aço inox
ralos antiturbilhão e anti-aprisionamento epex em aço inox

Você também pode gostar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *